Um Mar de Filmes – Mostra de Cinema Documental Português

Press Release
Um Mar de Filmes!
Uma produção Rizoma Lab – Associação Cultural
1-29 de Setembro de 2018 | 21h | ao Ar Livre | Entrada Gratuita

Um Mar de Filmes – Mostra de Cinema Documental Português, um projecto da Rizoma Lab – Associação Cultural, decorre durante todos os sábados do mês de Setembro, em 3 Monumentos do Algarve: Fortaleza de Sagres, Ermida Nª Srª de Guadalupe e Monumentos Megalíticos de Alcalar, no âmbito da edição de 2018 do DiVaM – Dinamização e Valorização dos Monumentos, sob o tema “Património – Que Futuro?”
São no total 5 exibições de documentários de qualidade, com circuito internacional e premiados em diversos festivais dentro e fora do país, cujas projecções serão ao ar livre e com entrada gratuita. Esta edição de Um Mar de Filmes agrega um tema predominante: O Mar – património ambiental da Humanidade, património de subsistência desta região, património e atracção turística, e agora mais do que nunca, património em risco.
O filme de abertura que inaugura a Mostra é o Mar de Sines, exibido na Fortaleza de Sagres e contará com a presença do realizador Diogo Vilhena e do produtor António Campos. O encerramento será de valor altamente simbólico com o filme Medronho todos os Dias, filmado durante um ano na então verdejante Serra de Monchique e conta com um momento especial: o Coro da Confraria do Medronho “Os Monchiqueiros” e uma prova de medronho!
Nestes documentários, que podemos designar quase como arqueologia contemporânea, pela sua ligação simbiótica à vida das pessoas e regiões podemos realmente colocar a questão: Património – que futuro? Não é fácil responder, dadas as circunstâncias actuais, mas podemos tentar através da visão destes realizadores, que trabalham com pessoas vivas, com o presente que ainda subsiste, com ligações ao passado mas com vivências contemporâneas. São documentários contemplativos, artísticos e com pouca interferência dos realizadores que assumem o papel do observador, deixando as situações e pessoas entregues ao seu próprio ritmo, como uma janela aberta para a vida real.
A ideia de fazer esta pequena Mostra de documentários prende-se com razões tais como a escassez de oferta de mostras e festivais na área do audiovisual/cinema nesta zona do Algarve criando uma distância em relação à criação nacional contemporânea sobre temas portugueses ou de proximidade ideológica e situacional, mas também pela tentativa de se recuperar a experiência do cinema ao ar livre para a comunidade, sendo que o Algarve oferece condições climáticas, paisagísticas, e históricas mais do que propícias.

PROGRAMA:

Abertura: 1 de Setembro –  Mar de Sines  – FORTALEZA DE SAGRES
com a presença do realizador Diogo Vilhena e do produtor António Campos.

08 de Setembro – É Na Terra Não É Na Lua, de Gonçalo Tocha – M. MEGALÍTICOS DE ALCALAR

15 de Setembro – A Mãe e o Mar, de Gonçalo Tocha – FORTALEZA DE SAGRES

22 de Setembro – Pedra e Cal, de Catarina Alves Costa – ERMIDA N.ª SR.ª DE GUADALUPE

Encerramento: 29 de Setembro – Medronho Todos os Dias (Unedo Omnes Dies), de Sílvia Coelho e Paulo Raposo – MONUMENTOS MEGALÍTICOS DE ALCALAR – Jornadas Europeias do Património. Com o Coro da Confraria do Medronho “Os Monchiqueiros” e prova de medronho.

Todas as informações em: mardefilmes.rizomalab.pt
Vídeo -Teaser: https://www.youtube.com/watch?v=4c_Kc6Eu8R4
Downloads de Imprensa: https://goo.gl/FbRgpL
Contacto: 966803707

Coordenação Artística e Curadoria: Luísa Baptista | Produção Técnica: Pedro Glória | Assistente Técnico: a designar | Programadores Associados: Carolina Rufino e Diogo Vilhena | Comunicação e Divulgação: Luísa Baptista | Desenvolvimento Web: Jorge Rocha | Design e Criação Gráfica: Teresa Moreira | Equipamento audiovisual: Algarproduções – Carlos Abreu | Equipamento de Som: Pedro Glória /LAC – Laboratório de Actividades Criativas

Comments are closed